Peças Especiais

Báculo

-

Báculo especial, solicitado pelo Pe. Gustavo Crepaldi, da Diocese de Bauru. O desenho é de Lucas de Almeida Moraes e a execução é da Luiz Carrara Artesanato Sacro. Repleto de simbolismo, esse báculo apresenta a história da cidade e da Diocese de Bauru.

O primeiro elemento é o brasão da Diocese de Bauru. Acima dele, os números romanos em azul são a data da fundação da cidade de Bauru: 01/08/1896.

Na sequência, o desenho de um coreto ilustra o coreto da Praça Rui Barbosa, onde se localiza a catedral. Esse coreto simboliza a praça, que por sua vez guarda a história da Igreja mãe da Diocese. Nele estão presentes desenhos de notas musicais, simbolizando as apresentações artísticas.

Acima do coreto, encontra-se a vitória régia, flor que remete a outro local icônico da cidade, o Parque Vitória Régia.

Acima da vitória régia há uma base e, em seguida, dois degraus. O degrau com nomes de santos simboliza o céu, enquanto o outro representa a terra. Ainda temos as imagens dos evangelistas – Mateus, Marcos, Lucas e João -, assim como as de São Pedro e São Paulo.

O nome de cada santo, em latim, está escrito abaixo das respectivas imagens. As pedras vermelhas no começo e no final de cada nome simbolizam o martírio desses homens.

Cada santo está localizado em uma capelinha, sendo que sua forma triangular remete à forma arquitetônica da catedral da Diocese. O triângulo exalta as três pessoas da Santíssima Trindade, representando que eles precedem os santos e toda a criação.

Acima das capelinhas dos santos existem outros três degraus que remetem às três virtudes teologais: fé, esperança e caridade. Na sequência existe uma base que dá sustento à oração: VENI CREATOR SPIRITUS (vem Espírito Criador), remetendo à Virgem Maria.

Pétalas douradas representam a flor do Carmelo (Maria) e, acima, outros três degraus fazem alusão aos três pilares de apoio da Igreja: Tradição, Escrituras e Magistério. Após esses degraus há uma inscrição em letras douradas com fundo azul com a data de fundação da Diocese de Bauru: 15/02/1964.

Depois das inscrições da data de fundação da Diocese, temos uma flor desabrochando, representando um novo tempo e o florescer de uma nova Diocese. De dentro da flor nasce a parte principal do báculo: a curva que resgata e pastoreia as ovelhas.

Dentro da parte curva foram cravadas grandes pedras vermelhas, a cor do fogo, da liturgia do Pentecostes e também lembrança dos Apóstolos. Ao todo existem 14 pedras correspondentes aos 14 municípios sob responsabilidade pastoral do bispo diocesano.

Entre as pedras vermelhas, em prateado, está representada a via férrea, que teve grande importância na fundação da cidade e da região. Também estão presentes desenhos de flores e folhas, remetendo à diversidade e riqueza da natureza local.

Na borda superior da parte curva se encontram detalhes prateados e pedras azuis, simbolizando que o Espírito Santo é aquele quem batiza com água e nos absolve do pecado.

No centro da parte curva reina a pomba do Espírito Santo de asas abertas que abraçam, santificam, consolam e auxiliam o povo.


 

Compartilhe:

Loja: Rua Araguaia, 38 | Bairro Canindé | São Paulo | SP | CEP: 03034-000 | Fone: (11) 3228-6577

BigFish Media